ÁREA RESTRITA    
Login    Senha   
Página Incial
Técnicos Tributários participam de assembleia conjunta dos servidores públicos
Em coletiva de imprensa, Afocefe apresenta proposta para Estado superar acrise
Afocefe apresenta ao presidente da Assembleia Legislativa estudo que aponta saída para crise
NEWSLETTER
Assine a newsletter do AFOCEFE Sindicato e receba notícias por
e-mail:
Nome:
E-mail:
Destaques

Assista a entrevista com o Secretário de Fazenda do Ceará concedida à TV SINFFAZ para a BAND Minas

06/10/2014

“Eu não sei como é que um Secretário de Fazenda deste país abre mão de controlar as suas fronteiras”. É com essa frase que o Secretário de Fazenda do Estado do Ceará, João Marcos Maia, dá início à entrevista concedida àTV SINFFAZ na última semana.

Youtube Especial Comparativo PT 1

SINFFAZ – Sindicato dos Servidores da Administração Tributária do Estado de Minas Gerais, em parceria com aFEBRAFISCO e as entidades filiadas à federação, visitaram Postos Fiscais e Administrações Fazendárias de diversas regiões do Brasil, para conferir os modelos de Tributação, Fiscalização e Arrecadação e comparar ao modelo adotado por Minas Gerais, que fechou nos últimos anos 44 de 49 Postos Fiscais, trazendo grandes prejuízos aos cofres públicos e deixando livres as fronteiras do Estado.

Nesta primeira parte, de uma série de quatro reportagens que serão exibidas aos sábados, durante o Programa Segurança e Cidadania e veiculado pela rede BAND Minas para mais de 488 municípios, a TV SINFFAZ exibe a entrevista com o Secretário de Fazenda do Ceará, que discorda plenamente do modelo de administração tributária adotado por Minas Gerais, que insiste em não INVESTIR na fiscalização das fronteiras e na otimização do trabalho dos servidores da Secretaria de Fazenda.

Recentemente, o Estado de Ceará conquistou a aprovação da Lei Orgânica da Administração Tributária, respeitando os princípios e diretrizes gerais da PEC 186, garantindo às autonomias dadas ao Órgão, bem como, respeitando às prerrogativas e direitos dos cargos atualmente existentes no Fisco Cearense.

Os principais programas da SEFAZ do Ceará estão baseados no uso intensivo da tecnologia da informação e os altos índices de crescimento na arrecadação do Estado são frutos de um conjunto de práticas aplicadas à fiscalização, que não descuida de nenhuma área, ao contrário, valoriza a fiscalização do trânsito de mercadorias. O Secretário disse que a tecnologia quebra dois paradigmas – o tempo e o espaço – pois, o controle do Fisco se dá instantaneamente e sem a presença física do agente, mas, em contrapartida, disse que “fechar postos fiscais é uma medida equivocada, pois diminui a amplitude do controle, além de estimular as operações interestaduais fictícias (as que não ocorrem efetivamente)”. João Marcos Maia ainda afirmou que estes resultados apenas foram possíveis após o enquadramento dos cargos de Analista Financeiro, Analista Jurídico e Analista de T.I. ao cargo de Auditor Fiscal, oriundos do concurso de 2006.

Além do fortalecimento dos Postos Fiscais e Administrações Fazendárias para um sistema integrado eficaz de fiscalização e monitoramento, o Secretário também abordou temas como o aumento da arrecadação sem o aumento da carga tributária; a atual estrutura dos servidores da Fazenda do Ceará e o enquadramento após a implementação da Lei Orgânica; os princípios e diretrizes seguidos pela LOAT do Ceará com base na PEC 186/07 (autonomia e cargo único); a priorização do monitoramento com atuação de todo o quadro da Administração Tributária; a modernização dos Postos Fiscais, a diminuição da evasão fiscal e a proteção das fronteiras em parceria com os órgãos de segurança pública; dentre outros assuntos.

Confira abaixo a matéria editada com a entrevista do Secretário do Ceará e acompanhe a divulgação do bloco TV SINFFAZ, neste sábado, a partir das 18h50, na rede BAND Minas:

A entrevista completa será publicada na próxima semana no site do SINFFAZ e ainda conta com a entrevista do Secretário de Fazenda do Estado do Pernambuco, Décio José Padilha; do Secretário de Fazenda do Estado da Paraíba, Marialvo Laureano; do Secretário de Tributação do Rio Grande do Norte, José Airton da Silva; dos ilustres tributaristas Hugo de Brito Machado e Hugo de Brito Machado Segundo; e de servidores do Fisco Estadual do Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Alagoas, etc.

Fonte: SINFFAZ


VOLTAR
Print

Enviar a um amigo

Rua dos Andradas, 1234, 21º andar - Porto Alegre/RS - CEP 90.020-008
Fone: (51) 3021.2600 - Fax: (51) 3021.2627 - e-mail: afocefe@afocefe.org.br