ÁREA RESTRITA    
Login    Senha   
Página Incial
Técnicos Tributários participam de assembleia conjunta dos servidores públicos
Em coletiva de imprensa, Afocefe apresenta proposta para Estado superar acrise
Afocefe apresenta ao presidente da Assembleia Legislativa estudo que aponta saída para crise
NEWSLETTER
Assine a newsletter do AFOCEFE Sindicato e receba notícias por
e-mail:
Nome:
E-mail:
Notícias

Proposta divide entidades de servidores

16/01/2004
As entidades de servidores vão em dois grupos hoje conhecer o projeto do novo Instituto de Previdência do Estado (IPE). Um grupo, atendendo a convite do governo, vai às 14h ao Centro Administrativo. O outro, o dos oito sindicatos que decidiram na terça-feira não mais negociar sobre Previdência com o Piratini, vai por conta própria três horas antes, às 11h, à Casa Civil.
O chefe da Casa Civil, Alberto Oliveira, se manifestou afirmando que a entrega do documento será feita às 14h "em respeito aos servidores que comparecerem à reunião". O ponto em comum entre as entidades representativas do funcionalismo é a condenação da convocação extraordinária da Assembléia Legislativa para votar a previdência estadual.
- Não queremos que o projeto seja votado de forma atropelada como foi a apreciação da reforma da Previdência pelo Congresso - compara Sérgio Arnoud, presidente da Federação Sindical dos Servidores Públicos do Estado (Fessergs).
O diretor jurídico da Associação dos Delegados de Polícia do Rio Grande do Sul (Asdep), Frederico Sobbè, compartilha da mesma opinião:
- Um projeto tão importante não pode ser aprovado sem antes passar pela Comissão de Constituição e Justiça.
A Asdep, assim como a a Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris) e outras 38 entidades de servidores, aponta uma possível controvérsia jurídica em relação ao desconto de 11% aprovado pelo Congresso.
- A definição dessa alíquota é responsabilidade dos Estados. Precisamos adotar critérios que sejam coerentes e variáveis, de acordo com os rendimentos dos servidores - diz Sobbè.
As 40 entidades que formam a União Gaúcha em Defesa da Previdência Social Pública se reúnem segunda-feira na sede da Ajuris para debater o projeto. Os oito sindicatos que decidiram não se reunir mais com o Executivo e formaram o Fórum das Entidades em Defesa do IPE também marcarão encontros durante a próxima semana.

Diálogo encerrado As entidades que interromperam a negociação com o Palácio Piratini: - Cpers-Sindicato - Sindicaixa - Sindicato dos Servidores da Caixa Estadual - Sindijus - Sindicato dos Servidores da Justiça - Ugeirm - Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Polícia - Femergs - Federação dos Municipáriosl* - Afocefe - Sindicato dos Técnicos do Tesouro do Estado - Sindicivis - Sindicato dos Servidores Civis da Brigada Militar - Sindisepe - Sindicato dos Servidores Públicos do Estado * O IPE atende a 200 prefeituras gaúchas e 70 câmaras de vereadores.
Fonte: Zero Hora Data: 16/01/2004

VOLTAR
Print

Enviar a um amigo

Rua dos Andradas, 1234, 21º andar - Porto Alegre/RS - CEP 90.020-008
Fone: (51) 3021.2600 - Fax: (51) 3021.2627 - e-mail: afocefe@afocefe.org.br