ÁREA RESTRITA    
Login    Senha   
Página Incial
Técnicos Tributários participam de assembleia conjunta dos servidores públicos
Em coletiva de imprensa, Afocefe apresenta proposta para Estado superar acrise
Afocefe apresenta ao presidente da Assembleia Legislativa estudo que aponta saída para crise
NEWSLETTER
Assine a newsletter do AFOCEFE Sindicato e receba notícias por
e-mail:
Nome:
E-mail:
Notícias

Proposta para o novo IPE sofre 35 alterações

19/02/2004
Uma das principais modificações está relacionada ao conceito de dependência econômica do cônjuge do
Entre a apresentação dos anteprojetos que reformulam o Instituto de Previdência do Estado (IPE) ao funcionalismo, em 16 de janeiro, e a entrega das propostas à Assembléia Legislativa na terça-feira, o Piratini promoveu 35 alterações nos textos que criam o IPE Saúde e o IPE Previdência.
São duas as modificações principais: o valor salarial máximo para um cônjuge ser considerado dependente exclusivo - que deixou de ser os R$ 240 do salário mínimo e passou a R$ 339,60 - e o período de noventena. Na proposta original, as novas regras de contribuição passariam a vigorar no dia 31 de março. Agora, o prazo começa a contar a partir da publicação das leis no Diário Oficial do Estado. A Assembléia tem até o dia 17 de março para aprová-las.
- A tese original da PGE (Procuradoria-Geral do Estado) era que a noventena contasse a partir da promulgação da reforma federal, mas ela mudou o ponto de vista - explica Otomar Vivian, presidente do IPE.
A elevação do valor utilizado como critério para configurar a dependência econômica exclusiva do cônjuge não esgotará a polêmica. PP e PT já anunciaram a contrariedade com o fim da situação atual, em que a mulher, como cônjuge, é tratada como dependente automática, e pretendem contestá-la durante a tramitação dos projetos no parlamento.
- Os servidores vão lutar para que os cônjuges e os filhos sejam considerados dependentes presumidos - afirma Otomar.
Outra inovação introduzida no projeto do IPE Saúde, por sugestão do deputado Pedro Westphalen (PP), é a criação de um grupo de trabalho consultivo com os prestadores de serviço para estudar formas de aprimorar o plano de saúde.

As alterações O que mudou no projeto do IPE Previdência: - Exclusão do regime gaúcho de servidores ativos segurados do INSS por imposição legal. - Precisão maior do conceito de união estável. - Critério de dependência econômica passou a ser R$ 300, contra os R$ 240 inicialmente previstos (salário mínimo). - A perda da condição de dependente pasa a ser reversível. - Fixação de critério de proporcionalidade para concessão de aposentadoria por invalidez, salvo se com doença grave. - Pensões podem ser inferiores ao piso salarial do Estado, de R$ 339,60 - piso do serviço público. - Noventena contaria a partir da data de publicação no Diário Oficial do Estado. No texto original, estava contando desde o dia 1º de janeiro de 2004 O que mudou no projeto do IPE Saúde: - Maior precisão no conceito de união estável. - Inclusão como possível dependente de ex-cônjuge que recebar pensão alimentícia. - Critério de dependência econômica passou a ser de R$ 339,60. - Ampliação da garantia de exclusividade no uso dos recursos do Fundo de Assistência à Saúde em despesas de assistência médica. - Reforço à adoção permanente de critério atuariais. - Criação de grupo de trabalho com os prestadores de serviço para melhorar o plano de saúde.

Fonte: Zero Hora Data: 19/02/04

VOLTAR
Print

Enviar a um amigo

Rua dos Andradas, 1234, 21º andar - Porto Alegre/RS - CEP 90.020-008
Fone: (51) 3021.2600 - Fax: (51) 3021.2627 - e-mail: afocefe@afocefe.org.br